Enfermeiro pode fazer sutura? Descubra aqui!

Uma dúvida muito comum entre os profissionais de Enfermagem é se um enfermeiro pode fazer sutura ou não.

E para esclarecer essa dúvida de uma vez por todas, elaboramos este texto. Acompanhe e descubra!

Enfermeiro pode fazer sutura?

De forma simples e direta a resposta é NÃO!

A sutura é considerada parte integrante do ato cirúrgico e não consta na grade do curso de graduação em Enfermagem e nos cursos profissionalizantes para formação de auxiliares e técnicos de Enfermagem. 

Ela só é permitida aos profissionais com diploma ou certificado de Obstetriz ou de Enfermeira Obstétrica em procedimentos de episiotomia e episiorrafia, segundo o artigo nove do Decreto n.º 94.406, de 08 de junho de 1987 que regulamenta a Lei 7.498 de 25 de junho de 1986:

Art 9º – Às profissionais titulares de diploma ou certificados de Obstetriz ou de Enfermeira Obstétrica, além das atividades de que trata o artigo precedente, incumbe: 

III – realização de episiotomia e episiorrafia com aplicação de anestesia local, quando necessária. 

Outra exceção com relação à sutura feita por enfermeiros encontramos na Resolução COFEN 278/2003 que assim dispõe: 

Art. 1º – É vedado ao Profissional de Enfermagem a realização de suturas. Parágrafo único: Não se aplica ao disposto no caput deste artigo as situações de urgência, na qual, efetivamente haja iminente e grave risco de vida, não podendo tal exceção aplicar-se a situações previsíveis e rotineiras. 

Art. 2º – Ocorrendo o previsto no parágrafo único do artigo 1º, obrigatoriamente deverá ser elaborado Relatório circunstanciado e minucioso, onde deve constar todos os aspectos que envolveram a situação de urgência, que levou a ser praticado o ato, vedado pelo artigo 1º. 

E quando a retirada dos pontos da sutura, ela pode ser feita por enfermeiros?

Quanto ao procedimento de retirada dos pontos de suturas, a formação profissional da Enfermagem traz no seu currículo de ensino cuidados pré e pós-operatórios incluindo a técnica para retirada de pontos, o que proporciona conhecimento técnico para a execução deste procedimento. 

Porém, é importante destacar que o Enfermeiro fundamenta suas ações e realiza procedimentos mediante a elaboração do Processo de Enfermagem, previsto na Resolução COFEN nº 358/2009, portanto, a avaliação da incisão cirúrgica para identificação de sinais de complicações que inviabilizem a retirada de pontos, tais como infecção, hemorragia, deiscência e evisceração entre outras, deve ser registrada em prontuário ou ficha de atendimento. 

No mais, os auxiliares e técnicos de Enfermagem somente poderão desenvolver suas atividades mediante supervisão e orientação do Enfermeiro. Sendo a sutura, parte integrante do ato cirúrgico, a retirada de pontos se apresenta como resolução final deste procedimento, prescrita pelo profissional Médico. Ou seja, eles só podem realizar a retirada de pontos, mediante prescrição ou solicitação médica, após avaliação do Enfermeiro e sob sua supervisão.  

Pronto, agora você não tem mais dúvidas sobre se o enfermeiro pode fazer sutura ou não, que tal conferir outros artigos aqui no blog Profissional da Saúde

Fonte: Parecer COREN-SP 039 /2013 – CT 

Blog direcionado à estudantes e profissionais da área da saúde. Trazemos dicas para contribuir com o estudo, informações sobre áreas e também apresentamos os melhores produtos do mercado para que os futuros profissionais da área atuem com maior competência e eficácia.
Post criado 12

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.